Matérias

29 de maio de 2017

Atletas podem sobre lesões musculares por causa de problemas periodontais

Sabe aquela antiga frase de "a saúde começa pela boca?" Ela é verdadeira! Prova disso é a nova especialidade na área da saúde bucal, a Odontologia do Esporte, que tem como objetivo habilitar cirurgiões dentistas com visão esportista para melhorar o rendimento dos atletas, promovendo a saúde bucal e prevenindo possíveis lesões decorrentes de atividades esportivas.

Atletas podem sobre lesões musculares por causa de problemas periodontais

Segundo estudos especializados, pode-se observar que o processo de cicatrização e cura é mais lento em atletas que apresentam inflamações ou infecções bucais, já que o organismo se esforça mais para combater essas infecções

Um dos temas que vem ganhando destaque são as lesões musculares causadas por problemas periodontais. É pela boca que passam todos os alimentos que consumimos e nos sustentam e, por isso, ela é a principal entrada de bactérias. A Dra. Franciele Covatti, consultora técnica da GOU Franquias, explica que as bactérias circulam no organismo devido a uma inflamação de origem dentária e costumam se esconder no corpo. “Elas se alojam em grupos de fibras musculares, geralmente onde tem colágeno, como o músculo da coxa. Isso pode levar também ao aumento de lesões nas articulações dos joelhos, por exemplo, e dificuldade para recuperação, bem como diminuição da capacidade aeróbica, não aproveitamento dos alimentos ingeridos, alteração na postura, visão, dores de cabeça, estafa e fadiga precoce”, conta a dentista. 

Segundo estudos especializados, pode-se observar que o processo de cicatrização e cura é mais lento em atletas que apresentam inflamações ou infecções bucais, já que o organismo se esforça mais para combater essas infecções e, com isso, não realizam o aproveitamento adequado da energia para o rendimento do profissional nos treinos. 

Não só os atletas como boa parte da população brasileira não leva a sério os cuidados com os dentes. “Todo mundo acha que aquela dorzinha de dente que atrapalha não é grave, porém, mal sabem que uma cárie esquecida ou uma gengiva em constante sangramento podem causar sérios problemas no organismo ao penetrar na corrente na sanguínea”, comenta Franciele. 

O trabalho realizado com atletas tem como foco promover a saúde bucal e reabilitação do profissional. Existe também a preocupação em prevenir os riscos de traumas desportivos, como fratura dos ossos da face e dentes. 

Para evitar inflamações, é fundamental cuidar corretamente da saúde bucal. A consultora técnica da GOU exemplifica que “a higienização padrão é aquela realizada com a escova de cabeça pequena com cerdas macias e uniformes. A escovação deve acontecer, no mínimo, após as principais refeições, ou seja, três vezes ao dia e antes de dormir. O uso do fio dental também é essencial! E, ao contrário do que muito pensam, a quantidade de pasta de dente não deve ultrapassar o tamanho de uma ervilha”. Já para quem sofre com problemas de gengiva, a atenção deve ser extra. “Deve-se realizar um tratamento no dentista com urgência para evitar a evolução desse problema. Até lá, a higienização correta já pode contribuir para amenizar o problema”, finaliza. 

Fonte: Franciele Covatti

Imprimir Enviar por email
  • Banner
  • Banner
  • Banner