Matérias

06 de outubro de 2017

Crianças obesas têm predisposição para desenvolver diabetes na fase adulta

No Dia Nacional de Prevenção da Obesidade, celebrado 11 de outubro, o Hospital Sírio-Libanês faz ação para informar a população sobre a importância do controle adequado do peso

Crianças obesas têm predisposição para desenvolver diabetes na fase adulta

Apenas 17% das crianças comem hortaliças e frutas cinco vezes ao dia; 81% não praticam exercícios físicos cinco vezes por semana. E, ainda, ficam mais de duas horas em frente aos aparelhos eletrônicos (TV, game, celulares).

O mundo vive uma epidemia de obesidade e a informação é uma importante ferramenta para reverter esse cenário. Cresce o número de pesquisas que apontam para um aumento de crianças e adultos acima do peso. Segundo dados de estudos apresentados no Congresso Norte-Ameriano de Diabetes deste ano, crianças obesas têm predisposição para desenvolver diabetes Tipo 2 na fase adulta. Outra pesquisa, que se baseou em formulários com os hábitos alimentares de seus filhos, concluiu que apenas 17% deles comem hortaliças e frutas cinco vezes ao dia; 81% não praticam exercícios físicos cinco vezes por semana. E, ainda, ficam mais de duas horas em frente aos aparelhos eletrônicos (TV, game, celulares). 

Outro estudo também mostrou que crianças menores de 12 anos devem ter acompanhamento nutricional e uma educação voltada para ingestão de hortaliças, gorduras saudáveis, frutas e carboidratos saudáveis, atividade física e aprender a fazer as refeições completas. Estimativas apontam que até 2030, o índice de pessoas obesas na América Latina e Caribe saltará de 13,3% para 33%, um aumento de 148%. Já nos Estados Unidos e o Canadá, o salto será menor, com projeção de um aumento de 72%, saindo de 19,7% para 33,9%.

Em comemoração ao Dia Mundial de Combate à Obesidade, celebrado dia 11 de outubro, o Hospital Sírio-Libanês fará um evento com objetivo de informar a população sobre prevenção à obesidade. Será realizado um talk show gratuito no próximo dia 10 de outubro (terça-feira), a partir das 12h, no Anfiteatro do Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa. O evento será transmitido ao vivo pela página do Hospital Sírio-Libanês no Facebook, e será interativo com o envio de perguntas aos integrantes do debate.

As previsões em relação à obesidade estão cada vez mais pessimistas e desanimadoras. No Brasil, a obesidade cresceu 60% em dez anos (2006-2016): passamos de 11,8% para 18,9% a porcentagem de indivíduos com obesidade. Segundo o levantamento feito pela VIGITEL (Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), uma em cada cinco pessoas no País está acima do peso, e com isso também houve aumento da prevalência de doenças de alta morbidade, como o diabetes (a prevalência foi de 5,5 para 8,9%) e hipertensão arterial (aumento de 22,5 para 25,7%).

O talk show será moderado pela Dra. Claudia Cozer Kalil, Coordenadora do Núcleo de Obesidade e Transtorno Alimentar do Hospital Sírio-Libanês, e contará com a presença da Dra. Maria Edna de Melo, presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica; Prof. Doutor José Alberto Cortez, Professor do Departamento de Esporte da Escola de Educação Física e esporte da USP; Prof. Dr. Taki Cordas, coordenador geral do Ambulatório de Bulimia e transtornos alimentares do Instituto de Psiquiatria da USP; Dra. Patrícia Jaime, Nutricionista do Departamento de Nutrição da Faculdade de Medicina da USP. O evento contará também com a participação especial de Rita Lobo, chefe de cozinha, escritora, apresentadora e produtora do programa Cozinha Prática.

Serviço – Talk Show Dia Nacional de Prevenção da Obesidade

Data: 10 de outubro (terça-feira)

Horário: a partir das 12h

Local: Anfiteatro – Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa

Endereço: Rua Prof. Daher Cutait, 69

Sobre o Sírio-Libanês

A Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio-Libanês (SBSHSL) é uma instituição filantrópica brasileira, fundada em 1921, que desenvolve ações integradas de assistência social, de saúde, de ensino e de pesquisa. Referência internacional, o Hospital Sírio-Libanês une a excelência médica e tecnológica com o tratamento humanizado, beneficiando milhares de pacientes que buscam diagnóstico e tratamento em mais de 60 especialidades. O Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa tem como missão gerar e difundir conhecimentos e capacitar profissionais de todo o Brasil. Além disso, atua no sentido de ampliar e incorporar novas tecnologias, contribuindo para a assistência à saúde. Na área de Responsabilidade Social, a SBSHSL também atua como parceira do Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS), nas áreas de ensino, pesquisa e assistência em saúde. Também possui contratos com as Secretarias Estadual e Municipal de Saúde de São Paulo, para a gestão de unidades públicas de saúde.

Fonte: Hospital Sírio-Libanês

Imprimir Enviar por email
  • Banner
  • Banner
  • Banner