Matérias

30 de de 2017

Queda no rendimento escolar pode estar relacionada ao uso excessivo de computador

Especialista aponta sete dicas para ficar conectado sem prejudicar os olhos

Queda no rendimento escolar pode estar relacionada ao uso excessivo de computador

Diante do computador ou do celular, os olhos são constantemente forçados a focar textos e imagens, se mover para frente e para trás ao conferir papéis e voltar a ler o que está na tela, alinhar o que está sendo objeto da sua atenção.

Muitos pais, hoje em dia, reclamam do tempo excessivo que seus filhos passam diante do computador, do videogame, e do telefone celular. Principalmente nas grandes cidades, os adolescentes estão sempre conectados. O problema é que esse excesso de foco na visão de perto pode provocar embaçamento, contrações involuntárias do músculo ocular, dor nos olhos, dor de cabeça constante, dor nos ombros e no pulso, entre outros sintomas – atrapalhando o rendimento ocular. Essa ‘Síndrome da visão do computador’ costuma acometer entre 50% e 90% das pessoas que passam muito tempo conectadas – incluindo crianças. Por isso, é preciso estar atento aos sinais que os olhos dão e fazer o possível para atenuar o problema.

“A ‘Síndrome da visão do computador’ é semelhante a qualquer outra lesão por estresse repetitivo. Isso acontece quando a pessoa repete os mesmos movimentos, sempre mais e mais. Sendo assim, se o paciente prosseguir com o mesmo padrão de comportamento, seu quadro irá se agravar, até chegar um momento em que não se consegue continuar sem tratar o problema”, diz o cirurgião-oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo.

Neves explica que, diante do computador ou do celular, os olhos são constantemente forçados a focar textos e imagens, se mover para frente e para trás ao conferir papéis e voltar a ler o que está na tela, alinhar o que está sendo objeto da sua atenção... Enfim, os olhos têm de acomodar imagens diversas vezes para que o cérebro possa interpretar corretamente a informação. “Essa repetição contumaz invariavelmente acaba provocando sintomas desagradáveis, aumentando a queixa do paciente. E tudo começa com um déficit na hidratação ocular. Enquanto normalmente piscamos 30 vezes por minuto, essa frequência pode cair para nove vezes por minuto ao usar o computador por muitas horas e muitos dias seguidos, fazendo disso uma rotina”. 

O especialista explica que pacientes com histórico de doenças oculares vão ser ainda mais afetados pela ‘Síndrome da visão do computador’. “Quem tem astigmatismo ou dificuldade para enxergar de perto é mais vulnerável ao problema, principalmente se não costuma consultar um oftalmologista regularmente para atualizar o grau dos óculos ou lentes de contato. Também quem passou dos 40 tem mais chances de apresentar essas queixas, até porque, com o tempo, as lentes naturais dos olhos se tornam menos flexíveis, prejudicando o ajuste de foco para perto e para longe. É a presbiopia”.

 

Diante dessa realidade, Renato Neves apresenta sete dicas para evitar a ‘Síndrome da visão do computador’:

 

  1. Pisque com mais frequência. “Piscar é um santo remédio para vista cansada e pode evitar crises de olho seco. Isso porque, ao piscar, você lubrifica os olhos e previne também a irritação ocular. Quando estiver conectado, seja no computador, seja no telefone celular, procure parar um pouco para piscar várias vezes seguidas, olhar para longe e para os lados, e só depois volte ao que estava fazendo. Usar lágrimas artificiais também é um bom recurso para hidratar a visão.”
  2. Controle a iluminação.  “Ficar exposto a um ambiente de estudo ou lazer excessivamente iluminado é tão prejudicial quanto olhar diretamente para a luz do sol através da janela. Quando estiver usando o computador, reduza pela metade as lâmpadas do ambiente e procure controlar a entrada de luz natural com cortinas ou filmes. Além disso, a luz deve entrar sempre lateralmente no ambiente.”
  3. Reduza o brilho.  “O brilho produzido pelas superfícies planas e pela tela do computador pode provocar bastante cansaço nos olhos. Instale, de preferência, uma tela antirreflexo no monitor e procure substituir o branco brilhante das paredes por tons pastel com acabamento fosco.”
  4. Se possível, atualize computador e celular. “Os novos monitores cansam bem menos a vista do que os antigos. Isto porque já vêm com uma superfície antirreflexo e com melhor definição de imagens. Com relação ao tamanho da tela, se possível opte pelas maiores porque são visualmente mais confortáveis. O mesmo vale para os celulares – que também estão com telas maiores, do tamanho da palma da mão.”
  5. Pare o que está fazendo de duas em duas horas. “Ficar concentrado por muitas horas diante do computador não faz bem nem aos olhos nem ao resto do corpo. Adote pausas mais longas a cada duas horas de uso de computador. Assim, você poderá descansar a vista, relaxar o pescoço, alongar o corpo, esticar as pernas, caminhar, se hidratar e retomar suas atividades com mais disposição mental e olhos descansados.”
  6. Se proteja da luz violeta dos leds. “No longo prazo, a exposição à luz azul violeta dos eletrônicos pode resultar em risco aumentado para DMRI (degeneração macular relacionada à idade) e catarata. Hoje em dia, os telefones celulares mais modernos têm um recurso chamado ‘night shift’. Trata-se de um método que ajusta a temperatura da cor da tela dos aparelhos. Esse recurso foi implantado justamente depois que um estudo demonstrou o quanto o uso de smartphones/tablets pode causar problemas de insônia nos usuários.”
  7. Vá ao oftalmologista uma vez ao ano. “Visitar um oftalmologista uma vez por ano é indicado para quem tem mais de 40 anos ou problemas de visão que exigem acompanhamento periódico. Porém, quem passa muito tempo conectado também está sujeito a alterações na visão. Sendo assim, tão logo começarem a surgir os primeiros sintomas da ‘Síndrome da visão do computador’ é importante recorrer a um especialista para se prevenir de alterações visuais recorrentes ou persistentes.”

 

Fonte: Dr. Renato Augusto Neves

Imprimir Enviar por email
  • Banner
  • Banner
  • Banner